Retiro do clero diocese de Caratinga

26/11/2021 . Notícias da Diocese

De 22 a 25 de novembro, na casa de retiro, Retiro das Rosas em Cachoeiro do Campo – Ouro Preto, o clero diocesano da diocese de Caratinga participou de seu retiro anual. O momento foi marcado pelo retorno das atividades presenciais, tendo em vista que no último ano, em decorrência da pandemia da Covid 19, não tivemos o retiro presencial com todo o clero.

O retiro foi assessorado por Mons. Luiz Antônio, vigário geral da arquidiocese de Mariana, o qual já é bem conhecido de nosso clero, pois o mesmo já assessorou retiro para a forania de Ipanema e trabalha como professor em nosso seminário diocesano Nossa Senhora do Rosário.

Como sempre, os pregadores de retiro, logo ao iniciar suas colocações, nos lembram que o grande pregador de um retiro é o Espírito Santo e o retirante é o segundo protagonista de um retiro edificante. Mons. Luiz Antônio ainda frisou que “a vida não foi feita para o retiro, mas o retiro para a vida”. Quer dizer que as reflexões, as orações, as meditações, as confissões feitas no retiro devem nos conduzir para a vida toda.

Nosso retiro não teve um tema específico, no entanto Mons. Luiz Antônio sugestionou que se houvesse um tema, seria o tema da conversão. Amparado pelo magistério dos papas dos últimos cem anos, Mons. Antônio nos trouxe profundas reflexões proféticas. Deus tem nos feito este apelo: conversão. Conversão para uma Igreja edificada e edificante. As reflexões se aprofundaram a partir das experiências místicas dos santos e dos textos sagrados da Palavra de Deus.

Além das reflexões e orações pessoais, tivemos momentos de oração em comum, missas, celebração do sacramento da confissão, adoração ao Santíssimo Sacramento e a confraternização de nos encontramos uns com os outros. Estávamos com saudades de nos encontramos como clero diocesano. Pudemos também observar com alegria o número sempre crescente de nosso clero com novos padres. Louvado seja Deus por tudo isso.

Já bastante edificados, nosso retiro se encerrou com a última reflexão de Mons. Luiz Antônio e com a missa presidida por nosso bispo diocesano, Dom Emanuel. Em sua última reflexão, Mons. Luiz Antônio nos falou da necessidade de uma segunda conversão e que essa segunda conversão é urgente em nossas vidas. Lembrando-nos que ninguém pode ser santo por si mesmo, pois isto é graça de Deus, mas que todos nós, aqui também se inclui todo leigo, podemos colaborar com a graça de Deus. O primeiro passo é uma vida de oração e sacramental, desejar ser santo. Fazer esta escolha de vida confiando na graça de Deus que é maior do que toda a fragilidade humana. É pedir a conversão do coração. “O coração se rende, a graça reina”, completou.

Dom Emanuel, em sua homilia, recordou a os momentos mais fortes do retiro e convidou-nos, os padres, para a fraternidade presbiteral, lembrando-nos que esta é uma dimensão fundamental do nosso ministério. Falou-nos ainda da alegria de estarmos juntos, de nos encontramos e agradeceu a Deus pela vida de cada um dos padres de sua diocese.

Importante recordar que seguimos todos os protocolos e recomendações do Ministério da saúde na realização de nosso retiro. Ao finalizar este momento, nasceu no coração, mais uma vez aquele santo desejo de seguir o Cristo, Sacerdote Único e Eterno. Nossa gratidão a Dom Emanuel, nosso Bispo Diocesano, ao Pe. José Raul, representante dos presbíteros, ao Mons. Luiz Antônio pela partilha tão profunda que tocou nossos corações, as irmãs Salesianas que mais uma vez nos receberam com todo carinho e ao clero de nossa diocese por acolher e participar deste momento tão singular. Que as reflexões e orações continuem nos motivando. É Deus quem faz acontecer. Que saibamos cooperar com sua graça.

Pe. Patrício Geraldo Fialho

Cúria Diocesana

Praça Cesário Alvim, 156 - Centro Caratinga (MG) - Cep: 35.300-036

Contatos

(33) 3321-4600 Telefone e WhatsApp chancelaria@diocesedecaratinga.com.br

Funcionamento

Segunda-feira a Sexta-feira 08h às 11h e 13h às 17h