Dom Antônio Felippe da Cunha, SDN

(Inhapim, 1º de maio de 1933 — Belo Horizonte, 5 de março de 1995) foi um sacerdote católico brasileiro, bispo da Diocese de Guanhães de 1986 a 1995, quando renunciou por motivo de saúde e veio a falecer.

Foi ordenado presbítero, em São Domingos do Ubaporanga, por dom José Eugênio Correia, Bispo de Caratinga, aos 14 de julho de 1963. Foi sagrado Bispo em Manhumirim, MG, por dom José Eugênio Correia, no dia 6 de abril de 1986. Tomou posse como Bispo Diocesano de Guanhães no dia 1º de maio de 1986. Seu lema episcopal é Festinans cum Maria (Com a presteza de Maria, inspirado em Lc 1), e foi assim que coordenou, como nosso Pastor, a Diocese de Guanhães.Ordenou 9 padres para a nossa Diocese. Sua “menina dos olhos” era o Setor de Catequese.

Dom Felippe apresentou ao papa João Paulo II o pedido de renúncia, alegando motivos de saúde. Este pedido foi aceito e tornado público, durante reunião do clero e religiosas, no dia 8 de fevereiro de 1995. Faltando alguns dias para completar um mês de sua renúncia ao governo da diocese, subitamente falece dom Felippe, em Belo Horizonte, dia 5 de março de 1995, vítima de uma parada cardíaca. O corpo de dom Felippe foi velado por milhares de amigos e fiéis no santuário do Bom Jesus em Manhumirim.

A missa de corpo presente foi, no dia 6 de março, presidida por dom Hélio Gonçalves Heleno, bispo diocesano de Caratinga, concelebrada por outros Bispos do Regional Leste II da CNBB e por dezenas de sacerdotes. O corpo de Dom Felippe foi sepultado no interior do santuário Bom Jesus em Manhumirim, onde também está sepultado padre Júlio Maria de Lombaerde, fundador da Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora, da qual dom Felippe fez parte, sendo seu superior geral por dois mandatos.

Cúria Diocesana

Praça Cesário Alvim, 156 - Centro Caratinga (MG) - Cep: 35.300-036

Contatos

(33) 3321-4600 Telefone e WhatsApp chancelaria@diocesedecaratinga.com.br

Funcionamento

Segunda-feira a Sexta-feira 08h às 11h e 13h às 17h